Sociedade

Os socialistas referem que se trata de "uma matéria central" da política externa e que "pode ter implicações no funcionamento da CPLP".

Governo autorizou um aumento de 40% no valor por hora máximo a pagar pela aquisição de serviço médicos. Federação Nacional dos Médicos acusa o Estado de dar continuidade à "política de remendos".