Transportes

Além da greve de 24 horas a 4 de novembro, farão greve parcial a 26 e 28 de outubro e a 2 de novembro, e greve ao tempo extraordinário com início em 1 de novembro por 10 dias renováveis.

A CEO da TAP sublinhou “a dificuldade de tomada de decisões/ações assentes em cenários ainda hipotéticos, pela falta de resolução do plano apresentado”, diz o sindicato.