Fiat Chrysler vai recolher quase dois milhões de automóveis

Em causa está um problema no módulo que controla os airbags e cintos de segurança em 1,9 milhões de automóveis vendidos entre 2010 e 2014.

A Fiat Chrysler vai recolher 1,9 milhões de automóveis em todo o mundo devido a um defeito no sistema que controla os mecanismos de proteção em caso de acidente. A falha terá impedido a ativação dos airbags e tensores dos cintos de segurança, problema que já terá provocado três mortos e cinco feridos, avançou a agência Reuters.

A recolha abrange vários automóveis da Chrysler vendidos entre 2010 e 2014, mas ainda não foi agendada. De acordo com o jornal britânico The Guardian, os modelos afetados são o Chrysler Sebring de 2010, os Chrysler 200 de 2011 a 2014, os Dodge Calibers de 2010 a 2012, os Dodge Avengers de 2010 a 2014 e os Patriots e Compasses da Jeep vendidos entre 2010 e 2014.

O Chrysler 200 de 2012 é um dos modelos afetadosWikimedia Commons

A fabricante diz que está a “finalizar” o processo e explica que o problema ocorre quando alguns veículos equipados com módulos de controlo e sensores de impacto específicos se envolvem num certo tipo de colisões. O módulo defeituoso em causa já não estará a ser usado pela Fiat Chrysler.

O caso não é inédito no setor. Na semana passada, também a General Motors iniciou um processo de recolha de 4,3 milhões de automóveis, devido a problemas semelhantes. Essa falha técnica, que impedia a ativação do sistema de airbags, terá resultado numa morte, mas a empresa garantiu que só acontecia em “circunstâncias muito raras”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Fiat Chrysler vai recolher quase dois milhões de automóveis

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião