Maior trader do mundo só vê travão no petróleo em 2018

O responsável da maior corretora de petróleo a nível mundial acredita que será difícil conciliar o fraco crescimento económico mundial com o nível de produção da matéria-prima considerado adequado.

Um travão no mercado de petróleo não será possível antes de 2018. Esta é a convicção de Ian Taylor, presidente executivo da maior corretora de “ouro negro” do mundo – o grupo Vitol. Numa conferência da Bloomberg que decorreu esta quarta-feira, em Londres, o CEO mostrou-se ainda pessimista em relação ao impacto de um potencial acordo entre os membros da OPEP no sentido de congelar a produção de petróleo.

Evolução do preço do brent

 

“Ao congelar a produção a um nível claramente inferior à procura… isto é bullish?”, questionou Ian Taylor. Este responsável alerta que seria difícil ao mercado contrabalançar o dececionante crescimento económico global com um nível de produção considerado adequado.

As declarações de Ian Taylor acontecem no dia em que a OPEP se encontra reunida na Argélia, visando chegar a um compromisso que permita travar a produção de petróleo e evitar a pressão baixista sobre as cotações do “ouro negro”. Os principais protagonistas desta discussão são a Arábia Saudita e o Irão, que procuram chegar a um compromisso.

A expectativa de que desta reunião surja um acordo relativamente à futura oferta petróleo está a ajudar a impulsionar as cotações da matéria-prima na sessão de hoje. O barril de brent transacionado em Londres avança 1,63%, para os 46,72 dólares, enquanto o barril de crude negociado em Nova Iorque progride 1,52%, para os 45,35 dólares.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Maior trader do mundo só vê travão no petróleo em 2018

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião