Férias fazem disparar crédito ao consumo para máximos

Crédito automóvel e outros créditos pessoais, foram os segmentos que mais contribuíram para o aumento da nova concessão, em agosto.

No pico do verão, também subiram as temperaturas no crédito ao consumo. Em agosto, os bancos e as instituições de crédito concederam um total de 488 milhões de euros em novo crédito aos consumidores, segundo dados divulgados esta segunda-feira pelo Banco de Portugal. Este montante corresponde a um aumento de 11% face aos 439 milhões de euros emprestados no mês anterior. Trata-se também da quantia mais alta desde março deste ano.

Crédito aos consumidores nos últimos quatro anos

Fonte: Bloomberg (Valores em milhares)
Fonte: Bloomberg (Valores em milhares)

O incremento dos montantes dos novos empréstimos as consumidores, disponibilizados pelas instituições de crédito, assentou sobretudo no aumento das operações de crédito automóvel e de outros créditos aos consumidores. Neste último segmento incluem-se os créditos sem finalidade específica, lar, consolidado e outras finalidades.

No conjunto das diferentes modalidades de crédito automóvel, foram disponibilizados aos consumidores cerca de 197 milhões de euros, em novos empréstimos no mês de agosto. Este valor corresponde a um crescimento de 8%, face aos valores do mês de julho, e define também um máximo de cinco meses na disponibilização de financiamento para a compra de carro.

De forma desagregada, o maior incremento da concessão neste segmento de crédito aconteceu nas operações de crédito automóvel com reserva de propriedade de novos e usados. Já a finalidade de locação financeira ou ALD de usados, foi a única área a sofrer um decréscimo dos montantes, face ao que tinha acontecido no mês de julho: menos 7%, para 6,1 milhões de euros.

Já os outros empréstimos aos consumidores apresentaram maior aumento, tanto em termos absolutos, como em termos relativos face a julho. Cerca de 201,9 milhões de euros tiveram como destino este tipo de financiamento, 12% acima dos valores registados em julho.

De salientar que o automóvel e os outros créditos aos consumidores são as categoria de empréstimos que mais têm ajudado a alimentar o crescimento das operações de novo financiamento prestado aos consumidores. Conjuntamente, estes dois itens correspondem a 82% da totalidade do crédito concedidos aos consumidores.

Já o crédito pessoal com finalidade educação, saúde, energias renováveis e locação financeira de equipamentos apresentou a maior taxa de crescimento, entre julho e agosto. Os empréstimos deste segmento aumentaram 53%, entre os dois meses, para totalizar cerca de 1,7 milhões de euros, em agosto. Um valor que, contudo, representa uma parcela muito pequena do bolo o crédito concedido. De salientar que em agosto é o mês em que muitas famílias adquirem o material escolar dos seus filhos, fator que poderá ajudar a explicar o aumento registado em agosto nesta tipologia de crédito.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Férias fazem disparar crédito ao consumo para máximos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião