Mercado dá como quase certa subida de juros da Fed em dezembro

Expetativa de um aumento da inflação nos EUA em resultado de um plano de gastos arrojado por parte de Trump leva o mercado a atribuir uma probabilidade de 94% à subida de juros em dezembro.

Uma subida dos juros nos EUA, em dezembro, parece quase certa. O mercado atribui uma probabilidade de 94%, a mais elevada do ano, a uma decisão de subida dos juros na maior economia do mundo, na reunião da entidade liderada por Janet Yellen que decorre a 13 e 14 de dezembro, segundo a Bloomberg.

Um cenário bastante diferente daquele que existia há poucos dias. Depois de numa fase inicial de novembro, os analistas terem alertado para a possibilidade de uma vitória de Trump nas presidenciais tornar menos provável um aumento dos juros pela Fed em dezembro, a expectativa agora é bastante diferente.

O mercado antecipa que a Fed vai avançar com esse movimento em dezembro, face à expectativa de uma subida da inflação em resultado do arrojado plano de gastos públicos a aplicar pela administração de Trump. As apostas em relação a um aumento de juros nos EUA em dezembro, passaram de 68%, no início deste mês, para os atuais 94%.

“É difícil acreditar que isso não terá um forte impacto na subida da inflação e na economia global”, afirmou Mark Nash, responsável pela equipa de dívida da Old Mutual Investors, citado pela Bloomberg. “Acreditamos que deverão acontecer mais subidas e que as yields deverão subir”, acrescentou o mesmo especialista.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Mercado dá como quase certa subida de juros da Fed em dezembro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião