Wall Street, em máximos históricos, fecha mais cedo — e com ganhos

Sessão marcada por baixo volume de transações no dia após o feriado de Ação de Graças. Ainda assim, houve ganhos e os três índices estão em máximos de sempre, avançando pela quarta sessão consecutiva.

Wall Street fechou as negociações mais cedo esta sexta-feira, numa sessão marcada pelo baixo volume de transações que, ainda assim, foi de ganhos. O closing bell tocou à uma da tarde em Nova Iorque, seis da tarde em Lisboa, numa altura em que os investidores regressam aos mercados após o feriado do Dia de Ação de Graças.

O índice de referência mundial S&P 500 fechou em terreno positivo pela quarta sessão consecutiva, com ganhos de 0,39%, situando-se agora nos 2.213 pontos. Já o industrial Dow Jones avançou também pela quarta sessão consecutiva com uma valorização de 0,36% e o tecnológico Nasdaq fechou a subir 0,34% em relação à sessão anterior de quarta-feira. Todos os três principais índices estão em máximos históricos, tendência que se tem mantido desde a eleição de Donald Trump para Presidente dos Estados Unidos da América.

As operadoras de telecomunicações e as empresas de utilities lideraram os ganhos, de acordo com a Bloomberg. Em média, as utilities valorizaram 1,4% nesta sessão, enquanto as operadoras avançaram uma média de 1,05%.

Em contrapartida, as energéticas foram as únicas penalizadas pela acentuada queda nos preços do petróleo, que atingiu os três pontos percentuais esta sexta-feira – o barril tem negociado abaixo da linha dos 50 dólares e há poucas esperanças de que o cartel dos países produtores chegue a um acordo para cortar na produção. Em média, os títulos das energéticas caíram 0,4%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Wall Street, em máximos históricos, fecha mais cedo — e com ganhos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião