Líbia não vai reduzir produção de petróleo como pretende a OPEP

  • Lusa
  • 27 Novembro 2016

A Líbia não quer reduzir a produção de petróleo como pretende a OPEP alegando que a situação no país é "instável e perigosa" pelo que é "impensável reduzir num futuro próximo" a produção de crude.

A Líbia não vai reduzir a produção de petróleo para os níveis previsto pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), anunciou hoje a Companhia Nacional de Petróleo (NOC) do país.

A situação da economia Líbia “é instável e perigosa”, disse num comunicado o diretor da NOC, Mustafah Sanalla, pelo que “é impensável reduzir num futuro próximo” a produção de crude para os níveis previstos pela OPEP.

A OPEP quer diminuir a sua produção de petróleo entre 32,5 milhões a 33 milhões de barris por dia e alcançar um acordo com outros países produtores do cartel para estimular uma subida dos preços, que estão baixos, o que se deve a um excesso da oferta em relação à procura, facto que se verifica desde meados de 2014.

Três países que pertencem à OPEP, Irão, Líbia e Nigéria, foram autorizados a “produzir em níveis máximos”, refere-se no comunicado.

Mas a dificuldade em diminuir os preços do petróleo a nível mundial, devido ao excesso de oferta nos mercados internacionais, está a aumentar a pressão para que estes países reduzam as suas quotas de produção.

Na quarta-feira, na reunião da OPEP que se realizará em Viena, a organização poderá reduzir a produção de petróleo para os níveis previstos distribuindo por igual as quotas de todos os países.

A Líbia produz atualmente cerca de 600.000 barris por dia e quer duplicar a sua produção em 2017.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Líbia não vai reduzir produção de petróleo como pretende a OPEP

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião