Yahoo denuncia roubo de informação de mais de mil milhões de utilizadores

  • Lusa
  • 15 Dezembro 2016

Mais de mil milhões de utilizadores terão sido afetados pelo ataque em agosto de 2013, denunciou a empresa.

A empresa tecnológica Yahoo assegurou hoje que lhe foi roubada informação privada de “mais de mil milhões” de contas e que não foi capaz de identificar o responsável pelo ataque informático.

A Yahoo explicou, em comunicado, que se tratou de um roubo de informação diferente do anunciado em setembro e que afetou 500 milhões de utilizadores.

No comunicado, a Yahoo disse que o novo ataque informático foi perpetrado por uma “terceira entidade não autorizada” e ocorreu em agosto de 2013.

No ataque foram roubados nomes, ‘emails’, endereços, números telefónicos, datas de nascimento e perguntas e respostas de segurança.

A empresa disse que informação sobre contas bancárias e dados para pagamentos com cartões não foram afetados.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Yahoo denuncia roubo de informação de mais de mil milhões de utilizadores

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião