Juros aliviam na Europa. Portugal abaixo dos 4%

Yields da dívida soberana dão sinais de alívio após vários dias de agravamento no seguimento das perspectivas de uma inversão da política monetária do Banco Central Europeu.

Os juros da dívida soberana aliviam um pouco por toda a Europa, após vários dias de subidas e o avanço registado no início da sessão desta segunda-feira. No caso da dívida nacional que chegou a tocar máximos de quase três anos no início desta segunda-feira (4,109%) no prazo a 10 anos, a yield já negoceiam abaixo da fasquia dos 4%.

O alívio que se regista na sessão de hoje acontece após vários dias de subida dos juros, um movimento que resultou das melhorias na economia dos EUA e das perspetivas de uma aceleração do calendário de subida de juros pela Reserva Federal dos EUA, que colocou pressão para a inversão da política monetária do Banco Central Europeu.

Yield a 10 anos nos últimos dias

Fonta: Bloomberg (Valores em percentagem)
Fonta: Bloomberg (Valores em percentagem)

Os juros da dívida nacional são os que mais aliviam. A yield a 10 anos recua seis pontos base para os 3,99%. Entre os restantes países periféricos, para o mesmo prazo, os juros espanhóis e italianos descem em torno de quatro pontos base até aos 1,503% e 1,921%, respetivamente.

Já as bunds alemãs no mesmo prazo aliviam menos de um pontos base, para os 0,293%.

Os juros soberanos nacionais prometem estar no centro das atenções nos próximos dias, já que na sexta-feira, a agência de notação financeira Moody’s irá fazer uma nova avaliação à dívida portuguesa.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Juros aliviam na Europa. Portugal abaixo dos 4%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião