Chelsea pagou à Adidas para ficar com a Nike

  • Juliana Nogueira Santos
  • 13 Janeiro 2017

O clube inglês acabou com um casamento de 11 anos para ficar com a bem mais lucrativa Nike. E pagou mais de 70 milhões de euros por isso.

O Chelsea pagou mais de 76,5 milhões de euros à Adidas para cessar o contrato de longo termo com a marca alemã e poder assinar com a Nike. A troca vai permitir ao clube inglês encaixar 1,03 mil milhões de euros, num contrato de 15 anos com a marca de equipamento desportivo americana.

Roman Abramovich também destinou uma grande fatia das despesas do clube ao pagamento de uma compensação a José Mourinho e à sua equipa pelo despedimento, mais propriamente 9,5 milhões de euros. O técnico português foi afastado do clube no final de 2015 devido aos fracos resultados.

Os dados foram conhecidos esta sexta-feira, dia em que o clube inglês apresentou as suas contas de 2016. Estas não acompanharam o sucesso de Antonio Conte e a sua equipa na liga inglesa, com as perdas anuais a aumentarem para os 80,7 milhões de euros.

O contrato que tinha sido celebrado em 2006 e renovado por mais 10 anos em 2013, até 2023, vai agora chegar ao fim no dia 30 de junho.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Chelsea pagou à Adidas para ficar com a Nike

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião