Portugal é Fitch. BCP também

Os juros da dívida subiram no dia da decisão da Fitch sobre o rating de Portugal. Subiram, mas não muito. As fortes subidas foram na bolsa, com o índice a disparar. BCP e Mota-Engil brilharam.

Era grande a expectativa dos investidores quanto ao que iria dizer a Fitch sobre Portugal. Era, mas Marcelo Rebelo de Sousa antecipou-se. Não vai fazer nada ao rating português, o que permitiu algum alívio nos juros da dívida. E a bolsa? Disparou. Um ajuste técnico catapultou o índice que beneficiou também da subida do BCP num dia em que a estrela foi a Mota-Engil.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal é Fitch. BCP também

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião