Fundos de capital de risco Revitalizar apoiaram 100 PME com 207 milhões

  • Lusa
  • 8 Fevereiro 2017

Os fundos de capital de risco Revitalizar, lançados há três anos, contribuíram para a criação de 9.092 postos de trabalho.

Os fundos de capital de risco (FCR) Revitalizar apoiaram 100 pequenas e médias empresas (PME) nos últimos três anos, num montante de 207,5 milhões de euros, de acordo com dados do ministério da Economia enviados à Lusa.

Aprovados pelo governo de Passos Coelho em 2012, os FCR Revitalizar destinam-se a intervir na gestão de empresas, especialmente nas PME, com o objetivo de apoiar estratégias de expansão da sua atividade, e estão operacionais há três anos. Neste período, os FCR Revitalizar apoiaram 9.092 postos de trabalho.

Do montante total de 207,5 milhões de euros, mais de metade (108,7 milhões de euros) destinou-se a apoiar 48 médias empresas, com 16 microempresas a beneficiarem de 25,3 milhões de euros. Os restantes 73,4 milhões de euros foram canalizados para 36 pequenas empresas, segundo os dados do ministério da Economia.

Por setores de atividade, os fundos de capital de risco Revitalizar apoiaram 43 empresas da indústria (92,9 milhões de euros), seguido dos serviços (25 empresas, montante de 55,7 milhões de euros) e do turismo (18 empresas e 36,7 milhões de euros). Já na área do comércio foram apoiadas 11 entidades, no valor de 16,1 milhões de euros.

Por tipologia do investimento, 158,1 milhões de euros serviram para apoiar a expansão de 75 empresas e 25,6 milhões de euros destinaram-se a 14 ‘startups’. Para 11 empresas em ‘early stage’ [na fase inicial], foram ainda canalizados 23,7 milhões de euros, segundo dados do ministério da Economia.

Por regiões, o fundo Revitalizar Norte apoiou 30 empresas, num total de 75 milhões de euros. Deste valor, 33 milhões de euros destinaram-se a 14 entidades da indústria, 27 milhões de euros foram aplicados em nove empresas dos serviços, nove milhões foram para quatro empresas do turismo e seis milhões para três PME do setor do comércio.

O fundo Revitalizar Centro beneficiou 44 empresas no montante de 83,6 milhões de euros, sendo que mais de metade (49,7 milhões de euros) se destinou a 23 empresas do setor da indústria, seguido dos serviços (13 empresas, 22,2 milhões de euros).

Nesta região, seis empresas do setor do comércio obtiveram apoios de 8,6 milhões de euros, uma empresa do turismo e outra da energia obtiveram 1,5 milhões de euros cada.

Já os fundos Revitalizar Sul apoiaram 26 empresas, no montante total de 48,9 milhões de euros. Deste montante, 13 empresas do turismo receberam apoios de 26,2 milhões de euros. Para a indústria foram canalizados 10,1 milhões de euros, que se destinaram a seis PME.

Estes fundos estão sob a alçada do ministério da Economia e integram o programa Revitalizar, uma iniciativa que é transversal a outros ministérios.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Fundos de capital de risco Revitalizar apoiaram 100 PME com 207 milhões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião