TAP com lucros 34 milhões de euros

A TAP voltou a ter lucros em 2016, o que não acontecia há mais de dez anos. Apesar da receita ter caído 156 milhões de euros, lucros foram conseguidos à custa da redução de custos.

Uma década depois a TAP volta aos lucros. São 34 milhões de euros de resultado líquido atribuídos ao exercício de 2016. A empresa imputa este resultado à diminuição de custos. Receita caiu 156 milhões de euros.

A transportadora aérea fechou o ano de 2016 com receitas de 2.242 milhões de euros, uma quebra fortemente compensada pela redução dos custos operacionais que ficaram pelos 2.042 milhões de euros, menos 227 milhões que em 2015.

Os resultados estão em linha com a informação avançada em entrevista ao ECO por Humberto Pedrosa, em janeiro. Na altura, o acionista da empresa adiantava que a empresa ia voltar aos lucros e imputava esse facto “à melhoria da empresa e ao preço do petróleo”.

Em comunicado, a TAP adianta que “a capitalização realizada pelos novos acionistas permitiu que o ano passado fosse também marcado por fortes investimentos na companhia, dos quais se destacam a criação da TAP Express e a renovação total da frota regional”.

No rol de investimentos realizados pela transportadora aérea consta a renovação dos interiores dos Airbus e o lançamento de programas como o Portugal Stopover, e o Ouvir Cliente e o novo web site da companhia.

Sem especificar números, o comunicado da transportadora área faz ainda a ressalva ao arranque da ponte aérea entre Lisboa e Porto.

A TAP recorda ainda que 2016 foi também o ano que lançou a nova estrutura tarifária, com preços e ofertas de produtos mais competitivos, o que lhe permitiu “recuperar a quota de mercado”.

O ano fica ainda marcado na companhia pelo número recorde de passageiros: 11,7 milhões, mais 400 mil do que em 2015, isto num ano em que a companhia reduziu “em 3% a sua oferta de lugares”.

“Depois de um primeiro semestre de reajuste da sua oferta e da manutenção do arrefecimento em alguns dos mais importantes mercados onde a TAP opera, o segundo semestre registou uma forte recuperação, que incluiu a obtenção de sucessivos recordes históricos no número de passageiros transportados nos meses de outubro, novembro e dezembro, tendência essa que já foi reforçada nos dois primeiros meses do corrente ano”, refere.

A TAP destaca ainda o plano de expansão de rotas para os Estados Unidos, com a abertura das rotas de Boston e Nova Iorque.

(Notícia atualizada às 12h28 com mais informações)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

TAP com lucros 34 milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião