Faarm angaria 100 mil euros em ronda pre-seed

  • Juliana Nogueira Santos
  • 28 Março 2017

A criadora do software online que permite o rastreamento da carne bovina angariou 100 mil euros para acelerar o desenvolvimento do mesmo.

A startup de software de gestão agrícola Faarm conseguiu angariar 100 mil euros através de uma ronda de financiamento pre-seed. A empresa foi a grande vencedora da segunda edição do Startup Lisboa Boost e garantiu assim o investimento por parte do fundo Caixa Capital.

A Faarm, fundada por Miguel Lupi e João Gomes, desenvolveu um software online para o rastreamento de carne bovina, o Muuu. Esta permite aos produtores planear a produção e manter toda a informação sobre a sua carne atualizada, às autoridades controlar a autenticidade da carne e aos consumidores atestar esse fator.

À luz das mais recentes notícias que dão conta da importação de mais de 500 quilos de carne adulterada do Brasil, Miguel Lupi, um dos fundadores da Faarm, confirma, em declarações ao ECO, a importância de ferramentas como o Muuu.” Como há escândalos frequentemente e os próprios players tentam esconder isso, há necessidade de tecnologia e de processos que tornem a indústria mais transparente, mais justa.

Além de sinalizar as más práticas, o Muuu e os seus fundadores querem também sinalizar as boas, através da discriminação positiva, devido ao grande impacto que as más notícias têm no negócio: “Há famílias que trabalham há muitas gerações nestas indústrias e que saem injustamente prejudicadas”, alerta Miguel.

E quais serão os próximos passos da empresa? Como explica Miguel, “o dinheiro vai acelerar o desenvolvimento do nosso produto”, quer através da contratação de pessoas, quer da expansão a novos mercados como o dos Estados Unidos da América. O apoio do Caixa Capital também será um trunfo importante, uma vez que “traz profissionais com bastante experiência”, finaliza Miguel.

O Muu já é utilizado em Portugal e no Brasil, mas o seu sistema em cloud permite que seja utilizado em qualquer parte do mundo, desde que haja uma ligação à Internet. Está a ser trabalhada a versão espanhola, que estará disponível ainda esta semana, e que vai permitir o acesso de ainda mais utilizadores a esta plataforma.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Faarm angaria 100 mil euros em ronda pre-seed

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião