Recusa de Londres não trava interesse da Euronext pela Clearnet

A Euronext reiterou o interesse estratégico em adquirir à LSE a câmara de compensação LCH.Clearnet, independentemente do chumbo da fusão entre a bolsa londrina e de Frankfurt.

A Euronext reiterou o seu interesse em adquirir a LCH. Clearnet, independentemente do chumbo da Comissão Europeia à fusão entre a bolsa londrina e de Frankfurt na semana passada. A intenção é confirmada da dona da gestora da bolsa de Lisboa, em comunicado disponível no site da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“A 3 de janeiro de 2017, a Euronext anunciou que lhe tinha sido garantida a exclusividade para a aquisição de 100% do capital social e dos direitos de voto da LCH.Clearnet SA (“Clearnet”), dependente do fecho da fusão entre a Deutsche Börse AG e o grupo LSE. A Euronext comunicou à gestão e ao conselho de administração, tanto do grupo LSE como do grupo LCH, que a transação continua a ser uma prioridade estratégica para a Euronext e que a Euronext vai continuar a ser um potencial comprador da Clearnet, independentemente do desfecho da fusão entre o grupo LSE e o Deutsche Börse AG, de acordo com os termos acordados”, diz o comunicado da Euronext publicado no site da CMVM.

Este anúncio acontece depois de, a 29 de março, ter sido conhecido o chumbo da Comissão Europeia ao casamento entre as bolsas de Londres e de Frankfurt, tendo no mesmo dia o grupo LCH ter atribuído a esse chumbo o motivo para que a venda da Clearnet, no valor de 510 milhões de euros, fosse cancelada, de acordo com a Bloomberg.

No comunicado hoje divulgado, a Euronext afirma que, perante a proibição da fusão e a recusa do Grupo LSE (London Stock Exchange) e do grupo LCH, esta “está agora obrigada a assegurar que os seus clientes obtêm as melhores, as mais rentáveis e competitivas soluções de compensação para além de 31 de dezembro de 2018, altura em que o atual acordo de serviços de compensação com a Clearnet caduca”.

A vontade da Euronext em adquirir a Clearnet foi conhecida a 20 de dezembro de 2016, altura em que o grupo LSE e o grupo LCH confirmaram estar em negociações exclusivas com a dona da gestora da bolsa de Lisboa. Já no início deste ano foi conhecido que a Euronext estava a oferecer 510 milhões de euros em numerário para comprar a LCH.Clearnet.

A LCH.Clearnet é uma instituição de crédito de direito francês que oferece serviços de câmara de compensação e contraparte central para as operações no mercado de capitais nacional, assegurando que todas as operações de mercado são cumpridas e liquidadas, evitando situações de incumprimento. Por exemplo, é esta entidade que determina a margem que exige aos investidores quando são dados títulos de dívida portuguesa como garantia para negociações que a Clearnet certifica.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Recusa de Londres não trava interesse da Euronext pela Clearnet

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião