Bolsa

O clã Soares dos Santos, que detém o grupo retalhista Jerónimo Martins, é quem vai receber a maior quantia de dividendos, num total de 231 milhões de euros.

2024 está a ser amigo para as bolsas. "Pior já ficou para trás", admitem analistas. Lisboa escala para máximos de dez anos. Galp brilha com descoberta de petróleo na Namíbia. O que esperar a seguir?