Bolsa de Lisboa fecha a cair pela segunda semana consecutiva

BCP e Mota-Engil pressionaram bolsa portuguesa na última sessão da semana. Desta vez, Lisboa não conseguiu contrariar o sentimento negativo europeu. PSI-20 fecha semana com perdas.

Na última sessão da semana, por causa do feriado de Sexta-feira Santa, o volume de negociação na bolsa de Lisboa foi mais baixo do que o habitual com a ausência de muitos investidores. Esta quinta-feira, depois de um arranque positivo na praça portuguesa, o fecho do dia acabou por ditar perdas para a generalidade das cotadas nacionais.

O PSI-20, o principal índice português, caiu 0,34% para 4.962,62 pontos, depois de dois dias em terreno positivo. De resto, no acumulado da semana, a bolsa volta a registar perdas semanais pela segunda vez consecutiva. Na sessão desta quinta-feira, pressionaram sobretudo as ações do BCP (-1,17%) e ainda do setor energético, onde a Galp caiu 0,51% para 14,57 euros e a EDP Renováveis cedeu 0,43% para 6,96 euros.

A cotada liderada por Manso Neto desvalorizou pela primeira vez em seis sessões, depois de os acionistas terem aprovado o pagamento do dividendo de 0,05 euros no dia 8 de maio, o que vai implicar uma descida do preço da Oferta Pública de Aquisição (OPA) dos 6,8 euros para os 6,75 euros.

No total, 14 cotadas fecharam em terreno negativo, com nota ainda para a Mota-Engil. As ações têm estado em destaque em 2017, colocando-se em segundo lugar nos melhores desempenhos em Lisboa. Mas hoje foi dia de algumas correções em baixa. Os títulos desvalorizaram 1,13% para 2,28 euros.

Mota desacelera

O PSI-20 não conseguiu repetir o padrão de ontem, quando conseguiu contrariar a tendência geral de queda dos mercados europeus. Desta vez, o índice nacional acompanhou a tendência descendente dos seus pares europeus”, referiram os analistas do BPI no Comentário de Fecho.

“O BCP figurou entre as maiores perdas, não conseguindo contrariar a fraqueza do DJ Stoxx Banks e mais concretamente das ações bancárias espanholas. A Mota-Engil, que ontem foi o melhor performer da bolsa nacional, foi alvo da realização de mais-valias“, acrescentaram.

"O BCP figurou entre as maiores perdas, não conseguindo contrariar a fraqueza do DJ Stoxx Banks e mais concretamente das ações bancárias espanholas. A Mota-Engil, que ontem foi o melhor performer da bolsa nacional, foi alvo da realização de mais-valias.”

BPI

Comentário de Fecho

Lá por fora, a sessão também foi negativa. As perdas não foram muito intensas. À exceção da bolsa de Milão. O FTSE-Mib caiu mais de 1%. Já em Paris, em Frankfurt e em Madrid, as quedas não foram além dos 0,7%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bolsa de Lisboa fecha a cair pela segunda semana consecutiva

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião