FBI e NSA procuram encontrar autores do ataque informático

  • ECO
  • 14 Maio 2017

O presidente dos Estados Unidos está preocupado com o ataque informático tendo dado ordens para reforçar a segurança informática do país. FBI e NSA já estão no terreno.

Donald Trump mandou reforçar a segurança informática dos Estados Unidos contra um eventual ataque cibernético. A informação está a ser avançada pela agência Reuters que cita fonte próxima da administração de Trump.

Ainda segundo a Reuters, na sequência do ataque informático que ocorreu na passada sexta-feira que afetou mais de 200 mil sistemas informáticos em 150 países, Trump terá dado ordens precisas ao assessor de Segurança Interna, Tom Bossert para realizar uma reunião de emergência.

Esta reunião terá dado lugar a uma outra envolvendo o FBI e a Agência de Segurança Nacional (NSA) com o intuito de tentarem identificar os autores do ataque informático.

A estes dois organismos de segurança junta-se ainda a Europol, que já esta manhã através do seu diretor Rob Wainwright mostrou estar preocupada com a eventual continuação do ataque na manhã de segunda-feira.

Os alertas de que o vírus se pode propagar começam a ganhar forma, depois do jovem de 22 anos que acidentalmente terá ajudado a atrasar a propagação do vírus informático ter admitido que “isto não acabou. os atacantes vão perceber como é que os paramos e irão recomeçar de novo”.

O jovem investigador de cibersegurança que é identificado apenas como MalwareTech neutralizou o software Ransom WannCry, ao registar o domínio que tinha comprado por cerca de dez euros.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

FBI e NSA procuram encontrar autores do ataque informático

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião