Salvador Sobral: “A música não é fogo-de-artifício”

  • ECO
  • 14 Maio 2017

Salvador Sobral ganhou o Festival da Eurovisão, um feito inédito para Portugal. "É a hora de trazer a música de volta", afirmou o cantor.

O cantor Salvador Sobral, que venceu o festival da Eurovisão, um feito inédito para Portugal, considerou que a “música não é fogo-de-artifício, é sentimento” e que “vivemos num mundo de música descartável”, apelando a uma mudança.

“Vivemos num mundo de música descartável, de música ‘fast-food’ sem qualquer conteúdo. Isto pode ser uma vitória da música, das pessoas que fazem música que de facto significa alguma coisa. A música não é fogo-de-artifício, é sentimento. Vamos tentar mudar isto. É altura de trazer a música de volta, que é o que verdadeiramente interessa”, disse Salvador Sobral nas primeiras declarações após a vitória no festival.

O cantor falava depois de ter sido anunciada a sua vitória no festival da Eurovisão, e antes de interpretar novamente a canção ‘Amar pelos Dois’, com a qual conquistou uma vitória inédita para Portugal na história do festival.

Salvador Sobral cantou com a irmã Luísa Sobral, autora da música e letra da canção.

‘Amar pelos Dois’ obteve 758 pontos na votação combinada dos júris nacionais e do público, na final do festival disputada em Kiev, na Ucrânia, que foi transmitida em direto pela RTP1. A final do Festival Eurovisão da Canção foi disputada por 26 países.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Salvador Sobral: “A música não é fogo-de-artifício”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião