Empresas prevêem aumentar investimento em 5,1%

  • Cristina Oliveira da Silva
  • 7 Julho 2017

Esta é a intenção manifestada pelas empresas para 2017, que compara com a previsão anterior de 3,8%. Em 2016, o investimento aumentou 7,4%.

As empresas contam aumentar o seu investimento em 5,1% este ano. É esta a intenção demonstrada no Inquérito de Conjuntura ao Investimento de abril, que se revela mais otimista. No inquérito de outubro realizado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), a previsão era de 3,8%, ainda que em 2016 o investimento tenha registado um crescimento de 7,4%.

“Entre os objetivos do investimento, perspetiva-se um aumento do peso relativo do investimento orientado para a racionalização e restruturação e para outras finalidades, com a consequente diminuição da importância relativa do investimento de substituição e do investimento associado à extensão da capacidade de produção, continuando este, no entanto, a ser o objetivo mais referido”, avança o destaque do INE.

Já o “principal fator limitativo do investimento empresarial” apontado pelas empresas nos dois anos “foi a deterioração das perspetivas de venda, seguindo-se, em 2016, a incerteza sobre a rentabilidade dos investimentos e, em 2017, a insuficiência da capacidade de autofinanciamento”, continua.

Entre 2016 e 2017, espera-se que aumente o “peso relativo da insuficiência da capacidade de autofinanciamento” e reduza o “peso relativo da incerteza sobre a rentabilidade dos investimentos”, conclui o INE.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Empresas prevêem aumentar investimento em 5,1%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião