Serralves lança edição especial de joalharia portuguesa

  • Fernando Correia de Oliveira
  • 21 Julho 2017

Alcino, Bruno da Rocha, Eleuterio, Liliana Guerreiro e Luísa Rosas apresentaram em Serralves uma coleção exclusiva e limitada de joalharia portuguesa.

A Fundação de Serralves e a AORP – Associação de Ourivesaria e Relojoaria de Portugal associaram-se para lançar uma coleção exclusiva e limitada de joalharia portuguesa inspirada no património arquitetónico de Serralves.

Bastião da arte contemporânea em Portugal, Serralves tem no seu património edificado dois ícones da arquitetura nacional. O Museu de Serralves, projetado por um dos mais notáveis arquitetos portugueses, Siza Vieira, tem no minimalismo da forma a função perfeita. Já a Casa de Serralves é uma das mais emblemáticas representações da Art Déco em Portugal.

A coleção Portuguese Jewellery Serralves Special Edition inspira-se nos traços, nas texturas e nos padrões do Museu e da Casa de Serralves, apresentando propostas heterogéneas que revelam o caráter distintivo de cada uma das marcas que integram o projeto – Alcino, Bruno da Rocha, Eleuterio, Liliana Guerreiro, Luísa Rosas e Monseo.

Esta iniciativa é, acima de tudo, uma mostra da nova estética da joalharia portuguesa contemporânea e da forma como esta tem evoluído sem perder a autenticidade da tradição e das técnicas artesanais que a distinguem em todo o mundo.

Ana Freitas, Presidente da AORP

A coleção Portuguese Jewellery Serralves Special Edition estará à venda na Loja de Serralves até 20 de fevereiro de 2018 e em pontos de venda selecionados a nível nacional e internacional.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Serralves lança edição especial de joalharia portuguesa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião