Automóvel a gasóleo consome menos 1,5 litros/100 km do que um a gasolina

  • Lusa
  • 5 Setembro 2017

Testes sobre consumo de combustíveis revelam que um automóvel a gasóleo consome menos 1,5 litros/100km do que um de gasolina, segundo um estudo da Federação Europeia de Transportes e Ambiente.

Estas conclusões constam de um estudo que teve a participação da Federação Europeia de Transportes e Ambiente, de que a ZERO/Associação Sistema Terrestre Sustentável faz parte, tendo divulgado hoje os resultados.

Os testes realizados, ao abrigo de um protocolo que juntou ainda a PSA, a France Nature Environnement e a Bureau Veritas, indicam ainda que a eficiência de um automóvel a gasóleo é menos sensível ao estilo de condução do que o de um automóvel a gasolina.

Os testes mostram ainda que o computador de bordo fornece informações confiáveis ao condutor e que, em condições urbanas, a diferença entre a certificação e os dados de consumo real é igual para o gasóleo (2,4 l/100 km) e a gasolina (2,5 l/100 km) quando expresso em litros, mas é maior para o gasóleo (53%) em comparação com a gasolina (42%) quando expresso em percentagem.

Os testes permitiram também apurar que o consumo de combustível é menor em carros com uma caixa de velocidades manual do que com uma transmissão automática (- 0,4 l/100 km).

Os testes realizados em automóveis de passageiros revelam igualmente um consumo médio de combustível de 5,8 l/100 km.

Os resultados mostram que os testes PEMS (Sistema Portátil de Medição de Emissões) fornecem uma base robusta, representativa e repetível para medir a economia de combustível e as emissões de CO2 do mundo real, tendo os resultados precisão de 0,3 l/100km.

Para o Grupo PSA, o propósito deste protocolo era fornecer informações completas e transparentes aos clientes em relação ao consumo de combustível do mundo real nos modelos Peugeot, Citroen e DS.

“As medidas obtidas nos 60 modelos permitem estimar o consumo em condições de condução reais de mais de 1.000 versões de veículos Peugeot, Citroën e DS. Para cada modelo, as estimativas foram feitas com o mesmo motor e caixa de velocidades, além de três variantes: tipo de corpo, nível de acabamento e tamanho do pneu”, indica uma nota da associação ZERO.

Os clientes das marcas também podem estimar seu próprio consumo com base no uso real de seu veículo (número de passageiros, carga, estilo de condução). A aplicação está disponível nos sites das marcas em 12 países europeus.

O jornalismo continua por aqui. Contribua

Sem informação não há economia. É o acesso às notícias que permite a decisão informada dos agentes económicos, das empresas, das famílias, dos particulares. E isso só pode ser garantido com uma comunicação social independente e que escrutina as decisões dos poderes. De todos os poderes, o político, o económico, o social, o Governo, a administração pública, os reguladores, as empresas, e os poderes que se escondem e têm também muita influência no que se decide.

O país vai entrar outra vez num confinamento geral que pode significar menos informação, mais opacidade, menos transparência, tudo debaixo do argumento do estado de emergência e da pandemia. Mas ao mesmo tempo é o momento em que os decisores precisam de fazer escolhas num quadro de incerteza.

Aqui, no ECO, vamos continuar 'desconfinados'. Com todos os cuidados, claro, mas a cumprir a nossa função, e missão. A informar os empresários e gestores, os micro-empresários, os gerentes e trabalhadores independentes, os trabalhadores do setor privado e os funcionários públicos, os estudantes e empreendedores. A informar todos os que são nossos leitores e os que ainda não são. Mas vão ser.

Em breve, o ECO vai avançar com uma campanha de subscrições Premium, para aceder a todas as notícias, opinião, entrevistas, reportagens, especiais e as newsletters disponíveis apenas para assinantes. Queremos contar consigo como assinante, é também um apoio ao jornalismo económico independente.

Queremos viver do investimento dos nossos leitores, não de subsídios do Estado. Enquanto não tem a possibilidade de assinar o ECO, faça a sua contribuição.

De que forma pode contribuir? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

Obrigado,

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Automóvel a gasóleo consome menos 1,5 litros/100 km do que um a gasolina

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião