CDS lamenta atraso de seis meses na lei da supervisão bancária

  • Lusa
  • 19 Setembro 2017

Cecília Meireles diz que "perderam-se seis meses, mas esperemos que seja desta que se avança" na revisão da supervisão bancária.

O CDS lamentou que o parlamento tenha “perdido seis meses” e que agora avancem as alterações à supervisão bancária depois de terem sido divulgadas as propostas de um grupo de trabalho nomeado pelo Governo.

Um dia após a apresentação das ideias do grupo de trabalho, na segunda-feira, e horas antes de um debate, no parlamento, de projetos do PSD sobre o assunto, a deputada do CDS Cecília Meireles lembrou que os projetos dos centristas já foram debatidos em março e “aguardam” na comissão, debate e votação.

“Perderam-se seis meses, mas esperemos que seja desta que se avança”, afirmou. Em declarações aos jornalistas, no parlamento, Cecília Meireles, e numa primeira apreciação das propostas, disse ter dúvidas quanto à necessidade de “mexer na arquitetura do sistema”. “Não por se criarem mais órgãos que os problemas se resolvem”, afirmou.

A deputada centrista lembrou que há muito tempo que o CDS concorda com o método de escolha do governador do Banco de Portugal sugerido pelo grupo de trabalho – “o Governo escolhe, o parlamento ouve e o Presidente da República nomeia”.

Para o CDS, esta alteração no método de escolha do governador pode não implicar uma revisão constitucional, nos poderes do Presidente, como chegou a ser proposto pelo PS.

Com as sugestões do grupo de trabalho, presidido pelo ex-ministro da Economia e presidente da CMVM, e o debate de hoje, na Assembleia da República, dos projetos do PSD, estão criadas condições para “se avançar” na supervisão bancária.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

CDS lamenta atraso de seis meses na lei da supervisão bancária

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião