Simulações: Saiba quanto vai pagar a mais pelo seu carro

Se está à espera do novo ano para comprar um automóvel novo, prepare-se para pagar mais. É que o Orçamento do Estado traz um novo aumento do ISV. Se já tem, não escapa. Veja quanto vai gastar em 2018.

Muda o ano, mudam os impostos sobre os automóveis. A proposta de Orçamento do Estado para 2018 volta a aumentar a fiscalidade sobre os veículos, tanto sobre os novos como os que já não o são. Comprar fica mais caro a partir de janeiro, mas o simples facto de ter quatro rodas estacionadas à porta de casa também vai exigir um esforço financeiro extra.

No caso do Imposto Sobre Veículos (ISV), pago na altura da compra, na componente de cilindrada, o aumento varia entre os 0,94% e 1,4%, sendo menor no caso das cilindradas mais baixas (até 1.000 e até 1.250), e de 1,4% no caso de automóveis com cilindrada superior a 1.250. Na componente ambiental, os automóveis a gasolina e gasóleo vão sofrer o mesmo agravamento: 1,4%.

Com base na versão preliminar da proposta de OE para 2018, a que o ECO teve acesso, a EY realizou algumas simulações para alguns veículos, desde os utilitários até outros mais luxuosos. O agravamento é o mesmo em percentagem, mas os euros diferem. Senão, veja: um Renault Twingo a gasolina vai sofrer um agravamento de 3,29 euros em ISV. Um Mercedes Classe C a gasóleo vê a fatura crescer mais de 90 euros. E um Rolls Royce? Quase dez vezes mais.

Estes aumentos vão ser sentidos por quem vai comprar automóvel novo, algo que os portugueses têm vindo a fazer no último ano à boleia da recuperação de rendimentos e das perspetivas para a economia (que dão maior confiança para a aquisição de bens de valor mais elevado, muitas vezes com recurso a crédito). Mas e quem já tem automóvel? Também vai sentir aumentos da mesma proporção. Como? Através do IUC.

Tal como o ISV, também no caso do IUC o agravamento será de 1,4% para os veículos adquiridos após julho de 2007. No mínimo, ou seja, considerando um veículo com cilindrada até 1.250 cm3 que emita até 120 gramas de CO2 por quilómetro, o proprietário irá pagar 101,49 euros de “selo”, acima dos 100,08 euros atuais. Este é o caso de um Twingo adquirido este ano, ou que seja adquirido no próximo ano.

Nas simulações solicitadas pelo ECO à EY, um Volvo V40 a gasóleo vai custar mais 2,78 euros (passando a custar 201,58 euros), isto porque sendo um automóvel a diesel terá de continuar a suportar o adicional para automóveis a gasóleo. “Mantém-se em vigor em 2018 o adicional de IUC previsto no artigo 216.º da Lei n.º 82-B/2014, de 31 de dezembro, aplicável sobre os veículos a gasóleo enquadráveis nas categorias A e B”, refere a proposta de OE para 2018.

 

Comentários ({{ total }})

Simulações: Saiba quanto vai pagar a mais pelo seu carro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião