Maior grupo industrial da Catalunha poderá estar de saída da região

  • ECO
  • 23 Outubro 2017

A Celsa tem vindo a planear a saída da sede principal da empresa da Catalunha junto dos seus advogados.

A perda de empresas da Catalunha continua a marcar a atualidade da economia da comunidade. Desta vez poderá estar em causa a saída da Celsa, a metalúrgica considerada o maior grupo industrial da região. A notícia é avançada pelo El Confidencial esta segunda-feira.

A família Rubiralta, detentora do grupo industrial, tem vindo a analisar nas últimas semana a mudança da sede social da Barna Steel, a empresa chave de toda a holding. Segundo o jornal, Francesc Rubiralta já iniciou as formalidades para a alteração da sede da empresa principal do grupo para que tudo decorra dentro da normalidade, caso a Catalunha rompa relações com Madrid.

A Celsa emprega 9.000 empregados em todo o mundo, e 70% das vendas da Barna Steel são feitas no estrangeiro. Neste sentido, a empresa pretende um marco jurídico estável.

O grupo industrial está um passo mais próximo de se juntar a grandes nomes como o CaixaBank, o Sabadell, a Abertis, entre outras, num total de mais de 1.300 empresas que já abandonaram a Catalunha. As perdas já ascendem a mais de 50% do PIB da comunidade.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Maior grupo industrial da Catalunha poderá estar de saída da região

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião