Seguranças privados dos aeroportos fazem greve no Natal

Os procedimentos de controlo poderão sofrer atrasos, avisa a ANA, que recomenda que os passageiros com voos a 24 e 25 de dezembro cheguem com mais antecedência e despachem as malas para o porão.

Os trabalhadores de segurança privada dos aeroportos nacionais vão fazer greve nos dias 24 e 25 de dezembro, anunciou, esta tarde, a ANA – Aeroportos de Portugal. A empresa que faz a gestão dos aeroportos nacionais diz que os procedimentos de controlo poderão sofrer atrasos e recomenda, por isso, que os passageiros com voos nestes dias cheguem com mais antecedência.

“É previsível que os procedimentos de controlo de segurança nos aeroportos nacionais sejam mais demorados durante os próximos dias 24 e 25 de dezembro”, pode ler-se no comunicado enviado pela ANA às redações.

Assim, a empresa “recomenda aos passageiros que, durante os dias abrangidos pelos pré-avisos de greve, se apresentem no aeroporto respetivo com maior antecedência e sigam as instruções transmitidas pela sua companhia aérea, operador turístico ou agência de viagens”. Além disso, os passageiros deverão despachar as malas para o porão, para “reduzir o número de peças a rastrear no controlo de bagagem de mão”.

A ANA adianta ainda que irá “desenvolver todos os esforços no sentido de minimizar os impactos que a greve possa causar”.

A concretizar-se, esta será a segunda greve do ano feita pelos trabalhadores da Prosegur e da Securitas que garantem a segurança dos aeroportos. Já em junho, os seguranças privados fizeram uma greve de 48 horas, exigindo melhores condições laborais e alterações na contratação coletiva.

Notícia atualizada às 17h53 com mais informação.

Comentários ({{ total }})

Seguranças privados dos aeroportos fazem greve no Natal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião