Bolsas americanas em alta. Dow Jones atinge novo recorde acima dos 25 mil pontos

As principais praças norte-americanas continuam em alta. Crescimento da economia, preço do petróleo e os dados de emprego relativos a dezembro animam investidores.

São boas as notícias que chegam dos Estados Unidos. À perspetiva de um crescimento económico, em geral, e em particular, da economia americana, com a Fed a rever em alta de 2,1% para 2,5% as estimativas para o crescimento do PIB dos Estados Unidos para 2018, juntam-se agora os dados do emprego. Segundo a Reuters, em dezembro, o setor privado criou mais 250 mil postos de trabalho, o maior aumento desde março.

A estes dados as principais praças norte-americanas respondem em alta. O Dow Jones abriu a sessão, desta quinta-feira, a ganhar 0,23% para os 24.982,62 pontos, tendo chegado a passar os 25 mil pontos, já o S&P 500 cresce 0,26% para os 2.720,16 pontos. E o Nasdaq mantém-se acima dos 7 mil pontos, a crescer 0,41% para os 7.093,76 pontos.

A ajudar às estimativas dos analistas estão também os sinais sólidos dados pelos índices de produção industrial e de serviços nas principais economias.

Esta tendência de subida dos principais índices americanos surge depois de na quarta-feira terem sido conhecidas as minutas da reunião da Reserva Federal, de 12 e 13 de dezembro, mostrando-se favorável à subida gradual das taxas de juro.

Também com sinal positivo está o petróleo, com o barril a ultrapassar os 68 dólares por barril, o valor mais alto desde maio de 2015, apoiado pela agitação no Irão, a que se juntou ainda as temperaturas baixas registadas nos Estados Unidos e os cortes de produção liderados pela OPEP.

Em destaque nas cotadas tecnológicas, temos a Tesla que está a cair mais de 3%, depois do fabricante de automóveis elétricos ter atrasos pela segunda vez as metas de produção para o novo Model 3. Em sentido contrário, o destaque vai para a Teva Pharmaceuticals que valoriza 2,56%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bolsas americanas em alta. Dow Jones atinge novo recorde acima dos 25 mil pontos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião