Wall Street soma e segue. Índices em novos recordes

A semana fechou em alta nas principais praças norte-americanas, havendo mesmo novos máximos históricos.

Wall Street soma e segue, o mesmo é dizer que fecha a primeira semana do ano em alta e com novos recordes.

Os principais índices bolsistas fecharam a sessão desta sexta-feira, a atingirem novos máximos históricos, o que acontece há três dias consecutivos.

O Dow Jones fechou a subir 0,88% para os 25.295,87 pontos, um novo recorde. O Nasdaq fechou a valorizar 0,83% para os 7.136,56 pontos, um valor nunca antes alcançado. E finalmente o S&P 500 subiu 0,70% para 2.743,14 pontos.

Este comportamento tem lugar no dia em que se ficou a saber que a taxa de desemprego nos Estados Unidos se manteve nos 4,1%, o valor mais baixo desde dezembro. Já o emprego, segundo dados do Departamento norte-americano do Trabalho, cresceu em dezembro menos do que o esperado, enquanto os salários continuam a crescer ligeiramente.

Dados que se aproximam do pleno-emprego e que levam a supor que a Reserva Federal deverá manter a intenção de prosseguir com o plano de subir, gradualmente, as taxas de juro, o que poderá acontecer já em março.

Os dados do emprego americano são apenas mais um sinal positivo para os investidores que continuam a ler os sinais animadores dados pelas principais economias mundiais e a acreditar num crescimento económico global.

Entre as matérias-primas, o preço do petróleo recuou para os 61,41 dólares o barril na New York Mercantile Excahnge. Já o ouro recuou 0,1% para 1.320,88 por onça. No mesmo dia em que a Bitcoin subiu mais de 10% para 16.460 dólares.

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Wall Street soma e segue. Índices em novos recordes

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião