Bitcoin é uma fraude? CEO do JPMorgan arrepende-se de o ter dito

  • ECO
  • 9 Janeiro 2018

Em setembro, presidente executivo do JPMorgan considerou a bitcoin uma "fraude", mas agora diz-se arrependido. Ainda assim, Jamie Dimon diz que não tem interesse no assunto.

Jamie Dimon pagou pela língua. Três meses depois de ter considerado a bitcoin uma fraude, o presidente executivo do JPMorgan voltou atrás e declarou-se “arrependido” de ter feito tais declarações. Ainda assim, o norte-americano continua a afirmar “não ter qualquer interesse no assunto”.

Numa entrevista ao canal de televisão FOX Business Network, Dimon revelou a mudança de opinião e garantiu que o blockchain — o sistema subjacente às criptomedas — é “real”. “É possível ter cripodólares em ienes. ICOs [ofertas iniciais de moedas]… Temos de analisá-las individualmente. A bitcoin foi sempre para mim o que vai ser para os governos quando se tornar realmente importante“, avisou o executivo, segundo cita a CNBC.

Em setembro, a comunidade criada em torno das criptomoedas tinha recebido as declarações de Dimon com fúria, mas o o líder da sociedade gestora de participações sociais não é o único a não confiar totalmente nesse sistema monetário. A Comissão de Segurança e Câmbio também já se mostrou preocupada com a liquidez e validade dos contratos baseados neste ativo digital, reporta a Reuters.

Comentários ({{ total }})

Bitcoin é uma fraude? CEO do JPMorgan arrepende-se de o ter dito

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião