Pensões já estão a ser pagas com aumento mas sem duodécimo do subsídio de Natal

  • Cristina Oliveira da Silva
  • 10 Janeiro 2018

As reformas são atualizadas mas, com o fim dos duodécimos, o valor pode surpreender. A Segurança Social já tinha avisado os reformados. No final do ano ninguém sai a perder.

As pensões que chegam por estes dias à conta dos pensionistas já abrangem a atualização de janeiro, mas isso não impede que o valor mensal possa descer face a 2017. No entanto, o montante será recuperado mais tarde e ninguém sai a perder no conjunto do ano, pelo contrário.

A portaria que atualiza as pensões ainda não foi publicada mas as reformas aumentam à mesma já este mês, confirmou o ECO junto do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social. No caso de transferência bancária, e de acordo com o calendário da Segurança Social, as pensões costumam ser pagas no dia 10 (o prazo varia no caso de vale de correio), mas este mês começaram a chegar um pouco mais cedo às contas dos reformados — e com o respetivo aumento. Na Caixa Geral de Aposentações (CGA) o pagamento ocorre mais tarde no mês.

Este ano, as pensões ganham um empurrão mais significativo em janeiro, à boleia do PIB e da inflação, e o aumento chega a mais pessoas. As subidas oscilam entre 1,05% e 1,8%, neste caso para reformas até 857,8 euros.

Mas apesar dos aumentos, os pensionistas podem ser confrontados com uma redução do valor mensal da pensão, e a Segurança Social já tinha deixado o alerta numa carta enviada em dezembro e noticiada pelo ECO. Em causa está o subsídio de Natal, que este ano volta a ser pago por inteiro no final do ano (novembro no caso da CGA ou dezembro no caso da Segurança Social). Em 2017, porém, metade da prestação foi paga em duodécimos, aumentando assim o valor da pensão ao longo dos meses e reduzindo o montante a pagar no final do ano. Agora acontece o contrário.

É ainda preciso contar com as novas tabelas de retenção na fonte do IRS, mas estas só serão aplicadas nas pensões pagas em fevereiro, com os respetivos acertos, adiantou a mesma fonte. Isto porque as tabelas já foram publicadas depois do processamento das pensões de janeiro.

Em agosto, há pensionistas que voltam a ter direito a um aumento extra. O objetivo é garantir que, em conjunto com a atualização de janeiro, os reformados ficam a ganhar mais seis euros — caso tenham uma ou mais pensões atualizadas entre 2011 e 2015 — ou dez euros — nos restantes casos. Este aumento em concreto é feito por pensionista (olhando para o conjunto das pensões recebida pela mesma pessoa) ao contrário da atualização de janeiro, que é feita por pensão.

Comentários ({{ total }})

Pensões já estão a ser pagas com aumento mas sem duodécimo do subsídio de Natal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião