Inquérito: O ECO perguntou quem será o próximo líder do PSD. E o vencedor é…

  • Rita Frade
  • 11 Janeiro 2018

A poucos dias das eleições do PSD, o ECO decidiu lançar a pergunta aos seus leitores, quem vai ganhar: Pedro Santana Lopes ou Rui Rio? Saiba a resposta.

Depois dos resultados obtidos nas eleições autárquicas realizadas a 1 de outubro, o ex-primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, anunciou que não se iria recandidatar à liderança do PSD, salientando que “uma nova liderança (…) terá melhores possibilidades de progressão do que uma que eu pudesse encabeçar“.

De imediato surgiram vários candidatos para suceder a Passos Coelho, como Luís Montenegro, Paulo Rangel, Pedro Duarte ou Eduardo Martins, mas foram Pedro Santana Lopes, ex-Provedor da Santa Casa da Misericórdia e ex-primeiro-ministro, e Rui Rio, ex-presidente da Câmara Municipal de Lisboa, que decidiram avançar, realmente, com a candidatura.

As eleições diretas, para decidir quem vai ser o sucessor de Pedro Passos Coelho, ocorrem já no próximo sábado, dia 13 de janeiro. Ao todo, são cerca de 70 mil os militantes com quotas pagas que vão poder escolher entre Rui Rio e Pedro Santana Lopes.

Em antecipação ao escrutínio, o ECO decidiu lançar uma pergunta nas redes sociais (Facebook e Twitter) para saber, na opinião dos seus leitores, quem vai ganhar: Pedro Santana Lopes ou Rui Rio?

Terminado o inquérito, é possível concluir que os leitores apontam Pedro Santana Lopes como o próximo líder do PSD. No Facebook, o candidato mencionado venceu com 52% dos votos e no Twitter com 58%. Por seu lado, Rui Rio obteve 48% dos votos no Facebook e 42% no Twitter.

Entretanto, Pedro Passos Coelho já anunciou ao grupo parlamentar do PSD que vai deixar de ser deputado após o congresso nacional do partido, que acontece a 16, 17 e 18 de fevereiro.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Inquérito: O ECO perguntou quem será o próximo líder do PSD. E o vencedor é…

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião