Presidente do Sporting investigado por tráfico de influências

  • Lusa
  • 29 Janeiro 2018

O inquérito está a decorrer no Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa, segundo a Procuradoria-Geral da República (PGR).

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, está a ser investigado por tráfico de influências, estando o inquérito a decorrer no Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa, segundo a Procuradoria-Geral da República (PGR).

O jornal i avança, citando a PGR, que o presidente do Sporting e outro dirigente do clube de Alvalade (cujo nome não é divulgado) estão a ser investigados.

“Em causa estão suspeitas do crime de tráfico de influências, não tendo sido ainda constituídos arguidos”, escreve o diário citando a PGR, destacando que “o inquérito está a correr no Departamento de Investigação e Ação e Penal de Lisboa, não tendo conhecido despacho final”.

Bruno de Carvalho já tinha sido investigado no ano passado pelas autoridades no âmbito de uma denúncia anónima sobre “supostas ameaças a árbitros”.

A imprensa noticiou na altura que o Ministério Público estava a investigar uma denúncia feita por Paulo Pereira Cristóvão relacionada com a transferência do jogador Tanaka.

“Paulo Pereira Cristóvão alegava que o empresário de jogadores guineenses João Carlos Pinheiro intitulou-se representante de Bruno de Carvalho neste negócio, tendo pedido dinheiro ao agente Paulo Emanuel Mendes”, escreve o i.

Segundo escreve o diário, “este montante seria depois entregue ao presidente do Sporting, após passar por uma sociedade em Cabo Verde, da qual Bruno de Carvalho era sócio”.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Presidente do Sporting investigado por tráfico de influências

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião