Revista de imprensa internacional

Em Espanha, são agora revelados os salários dos principais executivos do Popular, antes de o banco cair. Da Alemanha surgem notícias de despedimentos no Deutsche Bank, mas em Nova Iorque e Londres.

Do Deutsche Bank não chegam boas notícias, depois de o banco alemão anunciar despedimentos em Londres e Nova Iorque. Ainda na banca, o Santander revela que o Popular gastava 5,5 milhões de euros com os salários dos cinco principais executivos. Na Índia, o banco central aumenta o escrutínio aos levantamentos bancários feitos através do exterior. Leia esta e mais notícias do mundo aqui.

Financial Times

Deutsche Bank vai cortar postos de trabalho

O banco alemão vai despedir entre 250 e 500 funcionários da área da banca de investimento e trading, onde estão incluídos quadros intermédios e altos em Londres e Nova Iorque, de acordo com uma fonte ao FT. Os despedimentos surgem antes dos pagamentos de bónus relativos a 2017. Alguns dos funcionários já foram notificados. Leia a notícia completa no Financial Times (acesso condicionado, conteúdo em inglês)

El País

Popular pagava 5,5 milhões a altos executivos antes de cair

O Santander revelou os valores que o Popular pagava aos seus executivos antes de falir. Os valores dos cinco mais “caros” situavam-se nos 5,5 milhões de euros, sendo que apenas o ex-presidente Emilio Saracho recebia cerca de 4,47 milhões de euros. O Santander injetou 13 mil milhões no Popular e ainda estão por recuperar 1.500 milhões. Leia a notícia completa no El País (acesso livre, conteúdo em espanhol)

Le Monde

Líder republicano francês acusado de ser como Donald Trump

Laurent Wauquiez, o líder da oposição em França, deu uma “aula” a estudantes onde acusou Nicolas Sarkozy de ter criado uma “célula de demolição” política e proferiu ainda críticas a Merkel. As suas declarações foram filmadas e transmitidas na televisão, estando agora a ser acusado de ser “pior do que Trump”. Leia a notícia completa no Le Monde (acesso livre, conteúdo em francês)

Politico

Marjut Santoni será o novo secretário-geral da Banco Europeu de Investimento

O banqueiro finlandês Marjut Santoni vai ser nomeado o novo secretário-geral do Banco Europeu de Investimento no próximo dia 1 de março. A exercer funções na UE há cerca de vinte anos, vai ser promovido do cargo de vice-secretário geral, substituindo Klaus Trömel. O anúncio deverá ser feito esta terça-feira. Leia a notícia completa no Politico (acesso livre, conteúdo em inglês)

Business Insider

Hedge Fund de milhões descreve as criptomoedas como “um dos golpes mais brilhantes da história”

O Elliott Management, um hedge fund de 34 mil milhões de euros, fundado pelo bilionário Paul Singer, usa um acrónimo para se referir às moedas virtuais — “WTHIT”, what the hell is this (Que diabo é isto, traduzindo do inglês). Numa carta de três páginas enviada aos clientes, o fundo descreve as criptomoedas como “um dos golpes mais brilhantes da história”. Leia a notícia completa no Business Insider (acesso livre, conteúdo em inglês)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Revista de imprensa internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião