Banco Europeu de Investimento aprova financiamento para a área do clima e educação em Portugal

  • Lusa
  • 15 Novembro 2016

O Banco Europeu de Investimento (BEI) aprovou um financiamento superior a 15 mil milhões de euros para projetos em várias áreas, contemplando Portugal, nomeadamente nos setores do clima e da educação.

Segundo informação do instrumento financeiro da União Europeia, a luz verde do banco inclui mais de três mil milhões de euros na área climática, como o aumento de parques eólicos flutuantes na costa portuguesa ou o projeto para mitigar as consequências das alterações climáticas no Brasil.

Reconhecendo a “necessidade crucial de modernizar e adaptar instalações educativas”, o BEI aprovou novos apoios, nos quais incluiu o ensino empresarial em Portugal.

No âmbito do Plano de Investimento para a Europa, mais conhecido pela denominação de Plano Juncker, o BEI aprovou um pacote de 6,1 mil milhões de euros para empréstimos destinados a pequenas e médias empresas.

Para a Grécia foram destinados 1,25 mil milhões para empresas ligadas à agricultura, alimentação, turismo e indústria.

“O Plano de Investimento para a Europa é o que precisamos para colocar dinheiro a trabalhar e relançar o investimento. O grupo BEI faz a sua parte. Disponibilizámos financiamento capaz de mobilizar quase metade do objetivo do Plano: 315 mil milhões de euros em três anos”, comentou o presidente da instituição, Werner Hoyer.

A libertação de fundos foi decidida pela direção do BEI, que é composta por representantes dos 28 Estados-membros e pela Comissão Europeia.

Comentários ({{ total }})

Banco Europeu de Investimento aprova financiamento para a área do clima e educação em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião