Vice-diretor da UNICEF demite-se após acusações de assédio sexual

Justin Forsyth, vice-diretor da UNICEF, demitiu-se após ser acusado de assédio sexual por três funcionários quando era presidente executivo da organização Save The Children.

O vice-diretor do UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância, traduzido do inglês), Justin Forsyth, demitiu-se do cargo esta quinta-feira, após ser acusado de ter tido “comportamentos e comentários inadequados” com três funcionárias quando era diretor executivo da organização britânica Save The Children, em 2015.

A notícia foi adiantada pela BBC (conteúdo em inglês), que dá conta da demissão apresentada por Justin Forsyth. Na base das acusações estão mensagens com conteúdos impróprios e comentários sobre as roupas das mulheres em questão. Forsyth assegura que pediu desculpou às pessoas em causa, na altura.

Para justificar a sua saída do cargo, Forsyth diz que não o faz pelos erros que cometeu em 2015, mas sim porque não quer “prejudicar” nem a imagem da UNICEF, nem da Save The Children. “Quero deixar bem claro que não me estou a demitir da UNICEF por erros cometidos enquanto estive na Save the Children. Demito-me pelos danos que este caso pode causar, na UNICEF, na Save the Children e numa causa maior”, disse em comunicado.

O recente ex-vice presidente da UNICEF adianta ainda que, “os casos foram tratados através de um processo adequado há muitos anos”. A Save The Children assegura que, nessa altura, foram abertas investigações após as denúncias das três funcionárias, tendo o caso ficado resolvido a bem. “Ambas as avaliações resultaram em desculpas sem reservas do CEO. Todas as partes concordaram com isso e o ex-CEO pediu desculpas às mulheres em questão. Naquela altura, as questões foram fechadas”, escreve a BBC.

A UNICEF já reagiu dizendo que não tinha qualquer conhecimento sobre essas acusações, acrescentando que “não houve reclamações” enquanto desempenhou funções de vice-presidente na organização. O Fundo das Nações Unidas para a Infância deixou uma declaração a Forsyth, agradecendo pelo trabalho que este realizou nos últimos dois anos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Vice-diretor da UNICEF demite-se após acusações de assédio sexual

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião