EuroBic corta spread da casa. Margem mínima desce para 1,49%

O banco desceu a margem mínima que cobra para financiar a compra de casa. Deixou de ter o spread mais alto do mercado, ultrapassando a CGD, o Novo Banco e o Montepio.

Novo mês, nova descida de spreads. Desta vez, o EuroBic é o protagonista. O banco português de capital angolano reviu em baixa a margem mínima que cobra para financiar a compra de casa, com esta a passar para 1,49%. A instituição financeira liderada por Teixeira dos Santos deixa assim de ter o spread mais alto do mercado, ultrapassando a oferta da CGD, Novo Banco e Montepio.

EuroBic segue onda de descida de spreads

Fonte: Preçários dos bancos

A nova margem mínima foi definida nesta quinta-feira na atualização do preçário do banco para entrar em vigor neste mês de março. O novo spread mínimo fica abaixo dos 1,65% que vigoravam no banco desde outubro de 2016.

O banco liderado por Teixeira dos Santos passa a ter um dos spreads mínimos mais competitivos do mercado nacional que é apenas ultrapassado pelo Bankinter (1,15%), Novo Banco e Santander Totta (1,25%), Banco CTT (1,3%) e Crédito Agrícola (1,4%). No lado oposto, figura agora o Montepio que apresenta o spread mínimo mais alto do mercado: 1,55%.

Esta revisão em baixa insere-se no contexto de “guerra” entre os bancos por oferecer o crédito mais barato e chamarem a si mais clientes para um segmento de financiamento que se encontra em forte expansão. No ano passado, os bancos nacionais concederam mais de oito mil milhões de euros em crédito à habitação, o que corresponde ao montante mais elevado desde 2010.

O EuroBic é o terceiro banco nacional a rever em baixa a sua margem mínima de spreads desde o início do ano. Segue-se ao corte levado a cabo tanto pela CGD como pelo Crédito Agrícola, em fevereiro. A CGD fixou o seu spread mínimo em 1,5%, enquanto o crédito Agrícola colocou a sua margem mínima em 1,4%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EuroBic corta spread da casa. Margem mínima desce para 1,49%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião