Apesar da instabilidade nos EUA, Wall Street avança

A potencial guerra comercial continua no centro das preocupações dos investidores. Ainda assim, o setor tecnológico e da saúde estão a brilhar, permitindo uma sessão de ganhos em Wall Street.

A indefinição sobre a imposição de tarifas por parte dos Estados Unidos continua a ser uma preocupação. Os efeitos nas cotadas potencialmente afetadas por uma guerra comercial já se fizeram sentir. Ainda assim, esta sexta-feira, Wall Street abriu em terreno positivo graças ao contributo do setor tecnológico e da saúde.

No início da sessão, o Nasdaq estava a subir 0,17% para os 7.494 pontos e o Dow Jones valorizava também 0,17% para os 24.915 pontos. Já o S&P 500 avançava 0,3% para os 2.755 pontos. De acordo com a Reuters, os setores que mais valorizam esta sexta-feira é o tecnológico e o da saúde.

Durante esta semana, os três índices apresentaram desempenhos negativos por causa da política comercial de Donald Trump e também pelas entradas e saídas na Casas Branca, um fator de instabilidade.

Continua a ser uma incógnita a forma como as tarifas alfandegárias de Trump vão aplicar-se, tanto a que países como na dimensão do impacto financeiro. Vários países querem estar isentos dessas taxas e os que não estiverem já indicaram que avançarão com medidas semelhantes como resposta, o que é o caso da União Europeia.

Uma das consequências deste período de tensão comercial tem sido a desvalorização das ações de empresas que potencialmente podem vir a ser afetadas. É o caso da Boeing que nas últimas três sessões já caiu 4,3%. A empresa norte-americana poderá ser penalizada caso os Governos dos outros países que, em grande parte, controlam as compras de aviões, impedirem as encomendas. Esta sexta-feira a cotada desvaloriza 0,23% para 328,93 dólares.

Por outro lado, há cotadas a subir significativamente neste início de sessão. É o caso da Adobe Systems, a dona do Photoshop, que pelo menos sétimo trimestre consecutivo conseguiu apresentar resultados que superaram as expectativas dos analistas. As ações da empresa estão a subir 3,9% para os 227,41 dólares por título.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Apesar da instabilidade nos EUA, Wall Street avança

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião