Ricciardi: Bruno de Carvalho devia ser “internado”

  • Lusa
  • 19 Maio 2018

Acusado pelo presidente do Sporting de ser "estratega" de uma "cabala" contra o clube, José Maria Ricciardi afirmou que "há anos" que não fala com Álvaro Sobrinho.

José Maria Ricciardi negou hoje ser “estratega” ou mentor de qualquer “cabala”, responsável pela atual situação do Sporting, defendendo que o presidente do clube, Bruno de Carvalho, deve ser envolvido nas investigações criminais ou “internado numa instituição psiquiátrica”.

Em conferência de imprensa, realizada hoje no Estádio de Alvalade, o presidente do Sporting acusou José Maria Ricciardi e Álvaro Sobrinho (dono da Holdimo, principal acionista da SAD) de serem “estrategas” do “terrorismo” que se vive no clube.

“Não sou estratega de nada, não falo com Álvaro Sobrinho há anos e não estou por detrás de nenhuma cabala”, afirmou Ricciardi à estação televisiva SIC Notícias, acrescentado que restam dois destinos a Bruno de Carvalho: “Ser arrastado, integrado nas investigações criminais graves a que o Sporting está sujeito, ou ser internado numa instituição psiquiátrica. Também tem de se considerar essa hipótese”, disse José Maria Ricciardi.

O presidente do Sporting entrou no auditório Artur Agostinho, no Estádio de Alvalade, mais de uma hora após a hora inicialmente marcada (13:00), munido de jornais, pedindo desculpa pelo atraso e começando a ‘disparar’ em várias direções durante duas horas. Na lista de vários ‘alvos’ do presidente do Sporting, seguiu-se José Maria Ricciardi, o qual, segundo Bruno de Carvalho, é o principal responsável por tudo o que tem acontecido nos últimos dias, inclusive a campanha para o destituir da presidência do clube de Alvalade.

“É o estratega de tudo o que se está a passar. Com promessas de entrada de milhões, juntamente com o seu amigo Álvaro Sobrinho. De milhões, em cinco anos, só se viu o acerto de contas de 500 mil euros. Agora, dizem que têm milhões para o Sporting. Por que mudou a sua posição e a de tantos dos que se diziam nossos apoiantes? Porque é uma pessoa, um sobrevivente, daqueles que vai passando pelos pingos da chuva, nem que tenha de ter toda a família na cadeia. Continuava a achar que era dono do Sporting e, no dia em que lhe foi dito não à possibilidade de fazer um negócio, ganhando dinheiro com isso, entrou em ‘loop’ e começou a juntar as tropas”, criticou.

Ricciardi referiu que as estas acusações são “absolutamente falsas”.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Ricciardi: Bruno de Carvalho devia ser “internado”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião