BCP e energia arrastam Lisboa para a terceira sessão de perdas

A praça bolsista nacional começou a semana no vermelho, com o PSI-20 a ser penalizado pelo deslize de mais de 2% das ações do BCP, mas também pelo recuo do grupo EDP num dia de perdas na Europa.

A bolsa nacional entrou na segunda metade do ano com o pé esquerdo, depois de um primeiro semestre em que o PSI-20 brilhou na Europa apoiado nas subidas da EDP e da EDP Renováveis. O PSI-20 iniciou a sessão desta segunda-feira a perder perto de 1%, penalizado pelo recuo de mais de 2% das ações do BCP, mas também pelo deslize dos títulos do grupo EDP. Lisboa segue quedas da Europa, num período marcado pela instabilidade política na Alemanha.

“A tensão política na Alemanha aumentou devido à política de migração, pelo que os receios em relação à instabilidade política no país poderão condicionar as decisões de investimento”, antecipava o BPI no seu Diário de Bolsa desta segunda-feira.

O PSI-20 arrancou a deslizar 0,94%, para 5.476,58 pontos, com a grande maioria dos títulos no vermelho naquela que é a terceira sessão consecutiva de perdas para o índice bolsista nacional.

O índice lisboeta está a ser penalizado pelo deslize de 2,02% das ações do BCP, para os 25,22 cêntimos, mas também pelo recuo dos títulos das cotadas do universo EDP. As ações da empresa liderada por António Mexia perdem 0,65%, para os 3,378 euros, enquanto as da EDP renováveis caem 1,06%, para os 11,1 euros.

No mesmo sentido segue a Galp Energia, cujas ações recuam 1,01%, para os 8,835 euros, em sintonia com o deslize das cotações do petróleo nos mercados internacionais.

Nota negativa também para a Jerónimo Martins, que vê as suas ações deslizarem 1,58%, para os 12,175 euros, no dia em que a Jefferies cortou o respetivo preço-alvo. O banco de investimento baixou o seu target para o título dos 15 para os 13,5 euros, segundo a Reuters.

A Jefferies também baixou a avaliação que atribui às ações dos CTT: baixou o preço-alvo dos 3,35 para os 3 euros. As ações da empresa liderada por Francisco de Lacerda recuam 1,93%, para os 2,948 euros.

(Notícia atualizada às 8h23 minutos com mais informação e novas cotações)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BCP e energia arrastam Lisboa para a terceira sessão de perdas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião