Benfica ganha 30% em três dias. Bolsa fecha no verde

  • Marta Santos Silva
  • 4 Julho 2018

A Jerónimo Martins recuperou de mínimos, ajudando a bolsa nacional a regressar aos ganhos. Foi a estrela, mas quem brilhou mais foi o Benfica. Soma 30% em três sessões.

A bolsa de Lisboa terminou esta quarta-feira em alta, em parte graças à forte recuperação da Jerónimo Martins, no mesmo dia em que o Benfica deu mais um salto. As ações da SAD valorizaram pela terceira sessão consecutiva, acumulando uma subida de 30%.

A SAD apresentou uma valorização de 11,95% nesta sessão, desempenho que atirou as ações para os 1,78 euros. Este valor compara com os 1,35 euros no final da sessão de sexta-feira, elevando assim para 30% o ganho acumulado neste curto período de tempo.

Benfica valoriza 30% em três sessões

e

Esta forte subida acontece numa altura em que está a decorrer, até 13 de julho, o período de subscrição do empréstimo obrigacionista do Benfica. A SAD do clube quer obter 45 milhões de euros com essa operação, com obrigações com um juro de 4% — inferior às do Porto ou Sporting.

Enquanto o Benfica brilhou fora do mercado principal, no PSI-20 as atenções dos investidores viraram-se para a Jerónimo Martins. A retalhista que tocou mínimos nas últimas sessões, recuperou. Encerrou a sessão a valorizar 2,38% para alcançar os 12,24 euros. A Sonae, por seu lado, caiu.

O BCP, pelo peso que tem no índice de referência, também ajudou a bolsa a ganhar 0,5%, para os 5.515,24 pontos, num dia em que a negociação na Europa (ainda que positiva) foi menos concorrida tendo em conta o feriado nos EUA. As ações do banco valorizaram 1,07% para os 25,16 cêntimos por ação.

A Jerónimo Martins foi a cotada que mais valorizou nesta sessão, já no extremo oposto estiveram empresas como a Semapa, que caiu 2,42% para 22,2 euros, mas também a Navigator, que cedeu 0,6%. A Ibersol recuou 1,67%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Benfica ganha 30% em três dias. Bolsa fecha no verde

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião