Cimeira entre EUA e UE anima Wall Street. Tecnológicas brilham

Os principais índices bolsistas dos EUA encerraram com ganhos em torno de 1%, numa altura em que os investidores se mostram mais confiantes relativamente a um acordo comercial entre os EUA e a UE.

Os principais índices bolsistas de Wall Street avançaram esta quarta-feira, animados pelos desenvolvimentos em torno da cimeira entre os EUA e a UE que levou vários representantes europeus ao outro lado do Atlântico. Mas as tecnológicas voltaram a estar no centro das atenções com o Facebook e a Microsoft a assinalarem novos recordes na sessão bolsista norte-americana.

O S&P 500 valorizou 0,9%, para os 2.845,72 pontos, a fasquia mais elevada desde 29 de janeiro, enquanto o Dow Jones somou 0,669%, para os 25.414,92 pontos. Já o Nasdaq acelerou 1,16%, para os 7.932,05 pontos, animado pelo bom momento que vive o setor tecnológico.

A subida dos índices norte-americanos acontece num dia em que Donald Trump disse esperar um acordo comercial com a Europa. Essas declarações foram proferidas perante Jean-Claude Juncker antes de se iniciar a cimeira entre os EUA e a UE esta quarta-feira.

A nível empresarial, o Facebook e a Microsoft destacaram-se entre os títulos que mais brilharam, tendo durante a sessão bolsista norte-americana assinalado novos máximos históricos.

As ações da Microsoft avançaram perto de 3%, enquanto as do Facebook somaram mais de 1%, no dia em que a empresa de Mark Zuckerberg tem agendada a divulgação de contas, já após o fecho do mercado.

Comentários ({{ total }})

Cimeira entre EUA e UE anima Wall Street. Tecnológicas brilham

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião