A manhã num minuto

Não sabe o que se passou durante a manhã? Fizemos um vídeo que reúne as notícias mais relevantes, em apenas um minuto.

O INE diz que a inflação, em agosto, sem considerar a habitação, foi de 1,15%. Este deverá ser o valor de referência para o aumento das rendas em 2019. Faça as contas para rendas dos 300 aos 2 mil €. A economia portuguesa cresceu 2,3% no segundo trimestre em relação ao período homólogo, revelou o INE, confirmando a estimativa inicial. O consumo privado impulsionou a atividade.

As rendas em Portugal deverão aumentar 1,15% no próximo ano. O INE diz que o valor da inflação, em agosto, sem considerar a habitação, foi de 1,15%. Este deverá ser o valor de referência para o aumento das rendas em 2019.

O PIB cresceu 0,5% no segundo trimestre em relação aos primeiros três meses e 2,3% face ao mesmo período do ano anterior, revelou o Instituto Nacional de Estatística (INE), esta sexta-feira, confirmando os números provisórios avançados a 14 de agosto, e a aceleração da economia portuguesa face ao arranque do ano. O consumo privado cresceu 2,6%, com a procura interna a servir de motor para a atividade económica.

A taxa de inflação caiu para 1,2% em agosto, de acordo com a estimativa rápida divulgada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) esta sexta-feira. Em julho, o valor apurado tinha sido de 1,6%, uma subida em cadeia de 0,1 pontos percentuais, reflexo do aumento do preço dos combustíveis. Os dados finais relativos a agosto vão ser publicados a 12 de setembro.

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) pretende voltar a dar dividendos, algo que não acontece desde 2011, e a administração liderada por Paulo Macedo tem usado este argumento para justificar a denúncia dos Acordos de Empresa no final do mês passado. Este ponto ganha maior força do lado da atual gestão tanto que, desde 2000, o Estado injetou mais dinheiro no seu banco do que aquele que recebeu e os cofres públicos acumulam “perdas” de mais de 5.000 milhões de euros nos últimos 18 anos. E o cenário é para inverter.

Os preços dos combustíveis vão voltar a subir a partir da próxima segunda-feira. O custo do gasóleo deverá avançar 1,5 cêntimos, enquanto o custo da gasolina deverá subir meio cêntimo, de acordo com dados avançados ao ECO por fonte do setor, tendo por base a cotação do petróleo na quinta-feira.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

A manhã num minuto

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião