Atualidade

“A mão invisível do genocídio tem a impressão digital do BEI”, indicava um dos cartazes dos jovens que interromperam um debate com a presidente do BEI, Nadia Calviño, no Porto.