Caso Robles afunda BE nas sondagens. PSD escorrega

  • ECO
  • 6 Setembro 2018

A pouco mais de um ano das legislativas, as sondagens colocam o PS cada vez mais destacado, com quase 40% das intenções de voto. O BE afundou, sendo superado pelo CDS. PSD também cai.

O caso Robles fez o Bloco de Esquerda (BE) dar um trambolhão nas sondagens. A pouco mais de um ano das legislativa, deixou de ser a terceira força política nas intenções de voto dos portugueses, de acordo com o barómetro político da Aximage para o Correio da Manhã (acesso pago) e Jornal de Negócios. Foi superado pelo CDS numa altura em que o PSD também cai. PS está quase com 40%.

Segundo o barómetro, as intenções de voto nas eleições legislativas no partido liderado por Catarina Martins caíram quase dois pontos para 7,8%. Um trambolhão face aos 9,5% do anterior barómetro explicado pelo caso Robles. O vereador da educação na Câmara Municipal de Lisboa, crítico da especulação imobiliária, comprou com a irmã para reabilitar. Colocou-o à venda por 5,7 milhões de euros.

Este caso, que levou à demissão de Robles, acabou por pesar na imagem do BE que, de acordo com a Aximage, passou de terceira para quarta força política nas intenções de voto. Foi superado pelo CDS, que conta com 9,2% das intenções de voto. No anterior barómetro contava com 7,4%.

Quem também caiu significativamente nesta sondagem foi o PSD. Passou de 27,2% em julho para 24,1% em setembro, período que ficou marcado pela ausência de Rui Rio do palco político, regressando apenas no final de agosto para a tradicional festa do Pontal.

E enquanto o PSD recolhe menos intenções de voto, o PS reforça a liderança. Segundo os dados da Aximage, o PS consegue reforçar as intenções de voto para 39,9%, contra os 39% do anterior barómetro, o que é, ainda assim, inferior aos 43% de intenções de voto com que o partido contava há um ano.

Comentários ({{ total }})

Caso Robles afunda BE nas sondagens. PSD escorrega

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião