Cavaco Silva dá “total apoio” a Passos Coelho para escrever novo livro

  • ECO
  • 26 Outubro 2018

"Eu só posso aplaudir. Se o Dr. Passos Coelho fizer isso tem o meu total apoio, independentemente daquilo que escrever", disse Aníbal Cavaco Silva.

As letras que lá estão dentro ninguém sabe mas, sejam elas quais forem, Aníbal Cavaco Silva diz que, caso Pedro Passos Coelho escreva um livro, irá apoiar a decisão. “Eu só posso aplaudir. Se o Dr. Passos Coelho fizer isso tem o meu total apoio, independentemente daquilo que escrever”, disse em entrevista à rádio TSF.

O ex-primeiro-ministro, uma das personagens da história de Cavaco, foi um dos primeiros a chegar à apresentação do livro de Cavaco Silva, no auditório da Fundação Calouste Gulbenkian e, embora parco em reações, sempre foi dizendo que também ele está a escrever um livro sobre os anos da troika. “As informações que eu possa juntar e outras coisas que possa dizer — e terei muito para dizer e para juntar — em complemento do que agora fica conhecido, julgo que pode dar um contexto mais alargado de entendimento sobre o que se passou no país nestes anos”, diz.

Durante a entrevista, Cavaco Silva reconheceu que “o Governo do Dr. Passos Coelho fez um bom trabalho”, aliás, também o diz no seu mais recente livro, “Quinta-Feira e Outros Dias – Livro 2: Da Coligação à Geringonça”. Contudo, entre atos, reações e pensamentos, o ex-chefe de Estado escreve, também, algumas críticas ao ex-primeiro-ministro Passos Coelho, que liderou o Governo durante o período de assistência financeira. “Eu entendia que a distribuição dos sacrifícios não estava a ser feita de forma equitativa”, recorda.

Cavaco lembra os chumbos consecutivos do Tribunal Constitucional às medidas do Governo de Passos Coelho. Inconstitucionalidades que, no entender de Cavaco, podiam ter sido evitadas “se o Governo tivesse seguido outro caminho.” Se o tivesse feito, diz, “tinha tido menos desgaste na opinião pública.

Ainda assim, tal como no primeiro livro de memórias que escreveu, as críticas fizeram sentir-se. Vieram sobretudo do Partido Socialista, algo que não deixa o autor surpreendido. “De alguma forma já esperava”, revela.

Comentários ({{ total }})

Cavaco Silva dá “total apoio” a Passos Coelho para escrever novo livro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião