Afluência às presidenciais brasileiras em Portugal parece superar 2014

  • Lusa
  • 28 Outubro 2018

As portas da Faculdade de Direito vão fechar-se às 17h. Cônsul do Brasil em Lisboa disse que pelas 20h00 já deverá ser possível saber quem é que os brasileiros que votaram em Portugal escolheram.

O cônsul do Brasil em Lisboa disse este domingo que pelas 20h00 já deverá ser possível saber os resultados da votação dos brasileiros em Portugal, adiantando que a afluência aparenta ser superior à das últimas eleições.

A minha expectativa é que o número de eleitores que votaram na primeira volta, a 7 de outubro, seja superado, disse o embaixador José Roberto de Almeida Pinto em declarações à Lusa na Faculdade de Direito de Lisboa, onde os brasileiros em Lisboa estão hoje a votar. “Na primeira volta de 2018 já tivemos uma participação que foi percentualmente mais elevada do que a das duas voltas em 2014 [quando mais de 32% dos eleitores inscritos votaram], daí a expectativa de que a segunda volta possa ter uma afluência ainda maior”.

O cônsul do Brasil em Portugal disse ainda que a votação tem decorrido sem quaisquer incidentes e que pelas 20h00 já deverá ser possível saber quem os brasileiros que votaram em Portugal escolheram. “A esperança é que se possa saber os resultados pelas 19h30 ou 20h00, mas não posso saber, porque depende do número de eleitores” que até às 17h estejam dentro do local de voto, e só quando o último desses eleitores votar é que termina a votação em Lisboa.

Às 17h as portas da Faculdade de Direito vão fechar-se e só os eleitores que estejam já dentro da faculdade é que terão direito a votar depois da hora de fecho das portas. Questionado sobre quando será possível ter o resultado total da votação dos brasileiros em Portugal, o cônsul respondeu que isso não será divulgado em conjunto, porque não é permitido aos responsáveis eleitorais fazer as contas sobre a votação, razão pela qual, oficialmente, só serão conhecidos os resultados depois de somadas todas as folhas que serão afixadas com a contagem de votos em cada mesa eleitoral.

“Nós não podemos, legalmente, contabilizar o total”, salientou o embaixador José Roberto de Almeida Pinto. “Só vamos saber os resultados da votação de Lisboa, mas no Porto e em Faro farão a mesma coisa, e afixarão em local público, porque assim determina a lei brasileira“, conclui o responsável.

Cerca de 147,3 milhões de eleitores são chamados hoje às urnas para decidir quem será o próximo Presidente da República brasileiro, numa disputa entre a extrema-direita, com Jair Bolsonaro, e a esquerda, com Fernando Haddad. Além da corrida para o cargo de Presidente, os brasileiros terão também de escolher os próximos representantes no Parlamento (Câmara dos Deputados e Senado) e nos governos regionais que não ficaram definidos na primeira volta, que se realizou a 7 de outubro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Afluência às presidenciais brasileiras em Portugal parece superar 2014

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião