Altice passa a controlar o SIRESP. Vai cooperar com o Estado

  • ECO
  • 31 Outubro 2018

Depois de comprar as participações da ESEGUR e Datacomp, a empresa liderada por Alexandre Fonseca passou a controlar 52,1% do capital social da SIRESP.

A Altice Portugal passou a ser acionista maioritária da rede de comunicações de emergência. Com a compra das participações da ESEGUR e Datacomp, ficou com 52,1% do capital social do SIRESP. Mesmo controlando a rede, promete manter “uma posição de total equilíbrio e cooperação com o Estado Português”.

A empresa liderada por Alexandre Fonseca, que diz ser “o único operador do país com capacidade para projetar este tipo de sistema, por razões de ordem tecnológica e operacional”, acredita que “esta nova estrutura acionista do SIRESP contribuirá para uma resposta mais ágil e mais capaz, conferindo ainda maior capacidade e celeridade na tomada de decisão dos órgãos executivos”.

Tem uma posição de controlo na rede, mas em comunicado garante que “manterá uma posição de total equilíbrio e cooperação com o Estado Português, tal como tem vindo a fazer proativamente no desenho de soluções em conjunto, desde há um ano”. O Estado detém 33% do capital, posição que pertencia à Galilei.

“A Altice Portugal reconhece no Estado Português um parceiro, tendo sempre em vista a defesa dos mais altos interesses dos cidadãos portugueses e da segurança nacional”, remata a empresa.

Comentários ({{ total }})

Altice passa a controlar o SIRESP. Vai cooperar com o Estado

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião