Lisboa recupera de quatro dias de quedas. BCP suporta

A bolsa nacional acompanha a recuperação que se assiste nos principais índices bolsistas da Europa. Em Lisboa, o BCP é o principal responsável pelos ganhos ligeiros do PSI-20.

É muito pouco, mas o suficiente. A bolsa nacional está em alta ligeira, após quatro sessões negativas, acompanhando a recuperação dos principais índices bolsistas da Europa. O BCP é o principal responsável por manter o PSI-20 acima da linha de água.

Os ganhos ainda assim são muito modestos, com os receios em torno do crescimento económico mundial ainda a pesarem em alguns ativos como o petróleo e no sentimento dos investidores. Estes aguardam ainda com expectativa o resultado da reunião da Reserva Federal dos EUA que termina nesta quarta-feira, e cujo resultado “ajudará os investidores a moldarem as suas projeções para 2019“, explica o BPI no seu diário de bolsa desta quarta-feira.

O índice de referência da bolsa nacional sobe uns ligeiros 0,05%, para os 4.704,84 pontos. Na Europa, o Stoxx 600 avança 0,1%. Isto depois de Wall Street também ter recuperado na terça-feira do trambolhão do dia anterior.

Na praça bolsista nacional, o BCP suporta os ganhos do PSI-20, com as suas ações a valorizarem 1,2%, para os 23,62 cêntimos. Também o grupo EDP recupera das perdas da sessão anterior. Os títulos da EDP sobem 0,75%, para os 2,973 euros, enquanto os da sua participada EDP Renováveis avançam 0,26%, para os 7,60 euros, isto depois de o seu CEO, Manso Neto, ter sido ouvido na Comissão Parlamentar de Inquérito às rendas excessivas da energia nesta terça-feira.

Já à Galp Energia compete travar ganhos mais acentuados. As ações da petrolífera recuam 0,76%, para os 13,70 euros, isto depois do forte tombo sofrido pelas cotações do petróleo nos mercados internacionais na última sessão: 7%.

Hoje, o início do dia está a ser marcado por alguma recuperação das cotações do “ouro negro”. O preço do barril de brent negociado em Londres — matéria-prima que serve de referência para as importações nacionais — avança 0,68%, para os 56,64 dólares. Já o crude norte-americano soma 0,41%, para os 46,43 dólares.

(Notícia atualizada às 8h25 com mais informação)

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Lisboa recupera de quatro dias de quedas. BCP suporta

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião