PSD estranha Marcelo ser a favor do fim das propinas. Lembra que foi quem aprovou aumento

  • ECO
  • 9 Janeiro 2019

Marcelo Rebelo de Sousa indicou que partilhava da opinião do ministro Manuel Heitor, de que se devia caminhar para o fim das propinas no ensino superior. PSD não concorda com medida.

Depois de o ministro que tutela o Ensino Superior mostrar uma opinião favorável ao fim das propinas, o Presidente da República afirmou concordar com a proposta. Mas o PSD estranha a posição, já que foi Marcelo que aprovou o aumento das propinas, enquanto era líder do partido.

Na altura, a subida nas propinas aconteceu através de um “acordo de regime” com o Governo do PS, lembra David Justino, vice-presidente do PSD, citado pelo Público (acesso condicionado). O social-democrata aponta que, “pela primeira vez há um ministro do PS que coloca em causa este acordo”.

David Justino defende que, da perspetiva do PSD, “não há razão objetiva para que se faça uma revisão do financiamento no que diz respeito às propinas”, classificando a descida de “medida populista”. Mesmo assim, Justino admite que compreende que Marcelo Rebelo de Sousa tenha posições diferentes estando em cargos diferentes.

O Presidente da República indicou que concordava “totalmente” com a ideia de se caminhar para o fim das propinas no ensino superior e um “passo muito importante no domínio do financiamento do ensino superior”, à saída de uma convenção sobre este tema, no ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

PSD estranha Marcelo ser a favor do fim das propinas. Lembra que foi quem aprovou aumento

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião